Restaurante Paribar – São Paulo

Acreditando que a valorização da cultura paulistana ocorre através da gastronomia, o chefe Luiz Campiglia pesquisou profundamente as raízes da sua cidade e desenvolveu uma cozinha com elementos que resgatam as tradições e histórias de São Paulo.

A estrutura desta cozinha foi pensada e executada para privilegiar todos os produtos, do recebimento até a produção extraindo assim o máximo sabor de cada alimento, produzindo junto com a atmosfera do Paribar algo que realmente satisfaça todos os sentidos dos seus clientes.

A homenagem à cidade vem através de ingredientes utilizados tanto na formação da vila de Piratininga quanto na época boêmia desta cidade.

 

História

Ontem:
Em 1949 surge no centro de São Paulo um restaurante/bar chamado Paribar, nome que nasceu da singela junção das sílabas iniciais de ‘Pastifício, Ristorante e Bar’. O Paribar foi um ponto de grande efervescência cultural nas décadas de 50, 60 e 70, onde beberam e festejaram intelectuais, políticos, jornalistas, poetas e os boêmios paulistanos.

Entre os muitos artistas que figuram na lista de clientes assíduos, podemos citar nomes como o dos cantores Caetano Veloso, Chico Buarque e Roberto Carlos, entre os intelectuais podemos citar Marcos Rey e Sergio Milliet além de muitos outros.
O antigo Paribar recebeu Che Guevara quando esteve no Brasil, em 1961, para receber das mãos do então presidente Jânio Quadros a Grã Cruz da Ordem

Nacional do Cruzeiro do Sul. Mick Jagger e Keith Richards passaram por lá entre 78 e 79, período em que estavam em São Paulo e hospedados no Hotel Jaraguá, no centro da cidade.

Hoje:
No ano de 2005 Luiz Campiglia abria o Santa Fé, um restaurante especializado em culinária italiana. Quando encontrou o local, na Praça Dom José Gaspar, Luiz Campiglia não sabia de sua história, mas o lugar começou a chamar atenção dos antigos frequentadores do Paribar que adoravam ir ao local e contar histórias do antigo bar.

Sem a intenção de ressuscitá-lo, mas sim de homenageá-lo, em 2010 o chefe/empresário Luiz Campiglia fez renascer o Paribar. Hoje a casa apresenta um tom clássico sem deixar de ser contemporâneo, mantém toda a tradição do imóvel com o máximo de fidelidade nos vários detalhes do mobiliário, como o toldo verde e branco, o balcão iluminado, as cadeiras de vime e a fachada de mármore italiano.

Nas paredes uma pequena exposição de fotos contam a história do bar, afim de manter viva a sua história e a da cidade de São Paulo.
O novo Paribar soube preservar muito bem sua história recebendo de maneira singular tanto os mais antigos e apaixonados frequentadores quanto uma nova geração que acaba por descobrir uma nova forma de entender São Paulo.

Esse é o seu negócio?

Reivindicar este negócio é a melhor maneira de gerenciar e proteger seu negócio e ter acesso total às informações sobre ele no nosso site.

Reivindicar!

Escreva uma avaliação

Clique

Solicite este anúncio

Reivindique este anuncio para gerenciar sua página de anuncio e ter total acesso a ela. Você terá acesso ao painel de anuncio, onde você pode fazer upload de fotos, alterar o conteúdo e muito mais.